Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
4

PSP emboscada por lapso da GNR

A emboscada contra agentes da PSP na Quinta da Princesa, no Seixal, teve origem num lapso de elementos da GNR, apurou o CM junto de fontes policiais. Tal como o CM noticiou ontem, o ataque com cocktails molotov e tiros foi uma reacção a uma abordagem da PSP local, no domingo à noite, a um jovem que circulava numa motorizada que, de acordo com o sistema informático usado pelas polícias, constava como furtada.
27 de Agosto de 2009 às 00:30
Polícia manteve vigilância apertada no bairro Quinta da Princesa durante toda a noite de ontem
Polícia manteve vigilância apertada no bairro Quinta da Princesa durante toda a noite de ontem FOTO: Rui Minderico/A-gosto.com

No entanto, sabe o CM, essa mesma mota havia sido encontrada pela GNR dois dias antes e restituída ao legítimo proprietário. Mas quando a patrulha da PSP, no domingo, pesquisou pela matrícula, a motorizada ainda constava como furtada, razão que levou os agentes da PSP a abordar o jovem que a conduzia.

A abordagem foi considerada um acto de perseguição pelos habitantes mais jovens da Quinta da Princesa que, na noite de segunda-feira, incendiaram dois carros nas imediações do bairro para atrair a polícia a uma emboscada. O resultado foi uma noite de tiros e um cerco policial que se manteve até à manhã de ontem. De resto, a paz parece ter voltado à Quinta da Princesa. A noite e a manhã de ontem foram calmas, não se registando quaisquer incidentes. Apesar disso, a PSP não desmobiliza – continuando a inspeccionar edifícios e a revistar alguns moradores para evitar mais desacatos.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)