Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal

PSP invade Casal Ventoso

Às 11h15 de ontem, todas as entradas e saídas na Rua Maria Pia e na Travessa da Meia- -Laranja, no antigo Bairro do Casal Ventoso, foram trancadas pela PSP. O CM estava lá e acompanhou a mega-operação da 4.ª Divisão do Comando de Polícia de Lisboa, que procurou ‘estancar’ o recrudescimento do pequeno tráfico de droga na zona.
1 de Agosto de 2007 às 00:00
Cães treinados na busca de estupefacientes ajudaram na operação
Cães treinados na busca de estupefacientes ajudaram na operação FOTO: Manuel Moreira
As directivas foram traçadas logo de início. “Aliado ao policiamento diário que mantemos na Rua Maria Pia, Travessa da Meia-Laranja e Rua Possidónio da Silva, apostamos em operações constantes. O ressurgimento do pequeno tráfico de droga na zona assim o obriga”, disse ao CM a subcomissária Paula Monteiro, do Comando de Lisboa.
Um total de 58 agentes foram mobilizados para várias tarefas. Primeiro foi preciso controlar as entradas e saídas dos locais da operação, prevenindo fugas de automóveis e suspeitos. Depois foi feita revista a todos os cafés, onde clientes e proprietários assistem diariamente a transacções de estupefacientes.
Vários binómios homem-cão do Grupo Operacional Cinotécnico da PSP ajudaram nas buscas. “Os cães entraram em seis estabelecimentos comerciais, com o intuito de localizar estupefacientes”, acrescentou a subcomissária Paula Monteiro.
No final, apenas uma pessoa foi detida, por conduzir sem carta, tendo outras 40 sido identificadas por agentes da esquadra de trânsito da 4.ª Divisão. Dez toxicodependentes foram identificados e notificados para se apresentarem na comissão da toxicodependência. Foram entretanto apreendidos 0,21 gramas de heroína encontrados na posse de um dos indivíduos revistados.
OUTROS ASPECTOS
POLICIAMENTO
O policiamento na Rua Maria Pia e Travessa da Meia-Laranja está atribuído à esquadra da PSP de Campo de Ourique. Vinte e quatro horas por dia, há sempre polícias a vigiar os movimentos tidos como suspeitos.
TRÁFICO
Um comerciante disse ao CM que já assistiu, impotente, a vários negócios de droga dentro do seu café. “É movimentado muito dinheiro”, assegurou.
Ver comentários