Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
2

PSP investiga alegada 'ajuda' membros dos No Name Boys nos distúrbios de adeptos do Hadjuk Split em Guimarães

Autoridade suspeita que tenham sido elementos dos No Name Boys a auxiliar o planeamento logístico deste ataque.
Correio da Manhã 10 de Agosto de 2022 às 17:21
A carregar o vídeo ...
Polícia diz que os adeptos abandonaram depois Guimarães em cinco autocarros com destino ao Porto.
Após os incidentes registados na noite desta terça-feira no centro histórico de Guimarães, a Polícia de Segurança Pública (PSP) referiu que identificou 154 adeptos do Hadjuk Split - 122 cidadãos croatas, 23 portugueses e nove adeptos de outras nacionalidades - por alegadamente terem arremessado cadeiras de esplanadas e deflagrado artefactos pirotécnicos.

De acordo com o jornal O Público esta quarta-feira, que cita fontes da PSP, os adeptos viajaram para Guimarães em veículos ligeiros e autocarros, com a autoridade a suspeitar que foram os adeptos portugueses, alegados elementos dos No Name Boys - claque benfiquista - , a auxiliar o planeamento logístico deste ataque.

Segundo o diário, os autocarros polícia tinham matrícula portuguesa, com os adeptos croatas identificados a ficarem maioritariamente alojados em zonas limítrofes ao concelho de Guimarães.

O presidente da câmara disse esperar que esta quarta-feira "esteja tudo em alerta e tudo reforçado", adiantando que pediu ao Ministério da Administração Interna o reforço da polícia e a "articulação" com a Polícia Judiciária e com o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras, para detenção dos adeptos em questão.

Após a derrota da primeira mão, por 3-1, na Croácia, o Vitória de Guimarães recebe esta quarta-feira o Hajduk Split, para a segunda mão da terceira pré-eliminatória da Liga Conferência Europa, no Estádio D. Afonso Henriques, em Guimarães.
PSP No Name Boys desporto futebol
Ver comentários