Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
7

PSP procura dono de pitbull

A PSP de Lisboa ainda não identificou o dono do cão de raça pitbull que anteontem atacou uma mulher e as duas filhas, no Parque das Nações, em Lisboa.
As três vítimas do ataque tiveram de receber tratamento hospitalar.
3 de Novembro de 2005 às 00:00
O pitbull responsável pelo ataque foi entregue ao Canil Municipal de Lisboa
O pitbull responsável pelo ataque foi entregue ao Canil Municipal de Lisboa FOTO: DR
Um especialista em treino de cães disse ao nosso jornal que o pitbull “poderá ter-se sentido ameaçado”. “Um gesto inocente das crianças, poderá ter detonado o ataque”, opinou o perito.
O ataque ocorreu a meio da tarde de terça-feira, quando Conceição Alfredo, o marido e as filhas, de sete e 13 anos, pararam o carro da família na Rua dos Fenícios, no Parque das Nações.
Raquel, a filha mais nova do casal, foi a primeira a ser atacada, tendo sido mordida no pescoço, perto da artéria jugular. A irmã da menina, de 13, sofreu ferimentos na barriga. Conceição foi a última vítima do pitbull, ao tentar salvar as filhas.
Um segurança privado dominou o cão, que foi depois entregue à PSP. Levado para o canil municipal de Lisboa, o cão, com cerca de quatro anos de idade, aguarda agora o resultado de alguns exames. Caso não seja reclamado no prazo de 15 dias, será abatido.
Conceição e as duas filhas foram levadas ao Hospital Cuf Descobertas. Raquel, a menina mais nova, ao final da tarde de ontem, ainda estava internada devido aos ferimentos no pescoço.
A Esquadra de Investigação Criminal da 2.ª Divisão da PSP de Lisboa tem a responsabilidade de encontrar o dono do pitbull tendo, para o efeito, efectuado já várias diligências.
SETE RAÇAS PERIGOSAS
Rotweiller, Pitbull-Terrier, Cão de Fila Brasileiro, Dogo Argentino, Tosa Inu japonês, Staffordshire Terrier americano e Staffordshire Bull Terrier – são sete as raças de cães que a lei portuguesa define como perigosas. A portaria que enquadra esta classificação entrou em vigor a 1 de Julho de 2004.
Exige aos proprietários destas raças de cães o registo criminal limpo – de outra forma, não podem comprar nem possuir nenhum daqueles animais. Uma vez adquiridos, estes cães têm de ser registados na junta de freguesia da área de residência do proprietário. Para além das vacinas, existe a obrigatoriedade de o animal ter um microchip subcutâneo de identificação.
Para poder passear o animal na rua, o dono está obrigado a um seguro de responsabilidade civil e os animais não podem andar na via pública sem trela nem açaime. Os agentes de polícia têm o dever de fazer cumprir estas determinações.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)