Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
9

PSP quer punir sindicalista

A Direcção Nacional da PSP acusou formalmente António Ramos, presidente do Sindicato dos Profissionais de Polícia (SPP), por declarações “desrespeitosas” para com o primeiro-ministro.
11 de Outubro de 2005 às 00:00
O processo poderá levar o agente sindicalista à demissão, ou reforma compulsiva daquela força policial.
Uma acusação que pode ler-se em comunicado: “A infracção disciplinar cometida pelo arguido inviabiliza a manutenção da relação funcional” com a PSP.
Em causa estão declarações do agente principal António Ramos à SIC Notícias, este verão. Como presidente do SPP, Ramos falava do protesto promovido pelo sindicato, a 8 de Setembro, na Praça do Comércio – em frente ao Ministério da Administração Interna.
Da polémica declaração, consta o seguinte: “À semelhança do que fizemos com o Governo anterior, onde fizemos um desgaste permanente, temos condições para que, a partir de agora, façamos um desgaste permanente a este Governo. Já enviámos o antigo primeiro-ministro [Durão Barroso] para Bruxelas, com certeza que mais depressa enviamos este [José Sócrates] para o Quénia”.
Segundo a acusação, “o arguido desrespeitou gravemente o anterior e actual primeiro-ministro, violando dessa forma o dever de correcção e aprumo”, previsto no Regulamento Disciplinar da PSP.
António Ramos tem duas atenuantes: “bom comportamento anterior” e ter sido “louvado” pela PSP. O ‘arguido’ tem até ao próximo dia 17 para apresentar a sua defesa na PSP.
'NÃO FALEI EM NOME PESSOAL'
O presidente do Sindicato dos Profissionais de Polícia, António Ramos, afirmou ontem ao CM já estar “habituado a ser alvo de processos disciplinares e de multas”. Apesar do número de processos que pendem sobre si, o dirigente diz que a acusação da Direcção Nacional da PSP não vai mudar o seu comportamento. “Não falei em nome pessoal, falei em nome de todos os polícias e limitei-me a exprimir o seu descontentamento dentro da instituição”, disse. “Não me vou calar. Se não posso falar como dirigente sindical, então acabem com o sindicato. Esta não é a melhor forma de resolver os problemas da polícia ”, desabafou.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)