Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
3

PSP trava rede de prostituição

Casal geria casa com nove mulheres. Homem está preso.
Magali Pinto 27 de Outubro de 2016 às 08:46
PSP trava rede de prostituição
As mulheres eram atraídas com promessas de muito dinheiro e a esperança de alguém as ajudar a legalizarem-se em território europeu. Mas nada disso aconteceu. A PSP encontrou nove mulheres em condições sub-humanas numa vivenda na zona de Alvalade, em Lisboa. O casal que geria a rede acabou detido pela Divisão de Investigação Criminal, que investigava o caso há já um ano.

"Tivemos uma denúncia há cerca de um ano de uma mulher que fazia parte da rede de prostituição. Começámos uma investigação sob orientação do DIAP de Lisboa e verificámos que o testemunho era verídico, ou seja, havia um casal de nacionalidade chinesa que orientava um negócio de prostituição", relatou ao CM o comissário Iuri Rodrigues, da Divisão de Investigação Criminal da PSP. As mulheres que estavam na casa eram também chinesas.

A PSP recolheu prova ao longo do último ano e no domingo desencadeou a investigação. Descobriram que os clientes eram angariados através de uma rede social chinesa, o que levou a PSP a usar intérpretes.

O casal tem antecedentes criminais. Aliás, em novembro começam a ser julgados precisamente pelos mesmos crimes. Estão indiciados pelos crimes de associação criminosa, auxílio à imigração ilegal, lenocínio e tráfico de pessoas. O casal foi presente a juiz – o homem ficou em preventiva e a mulher com apresentações bissemanais.
PSP Alvalade Divisão de Investigação Criminal DIAP Lisboa Iuri Rodrigues crime prostituição
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)