Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
2

PSP caça autores de vandalismo

Três jovens, entre 21 e 28 anos de idade, foram identificados pela PSP.
Pedro F. Guerreiro 22 de Janeiro de 2015 às 08:15
Segurança Social de Olhão foi um dos alvos dos atos de vandalismo do grupo de jovens
Segurança Social de Olhão foi um dos alvos dos atos de vandalismo do grupo de jovens FOTO: Luís Costa

Em pouco tempo, na madrugada da passada sexta-feira, atacaram vários edifícios públicos, lojas e um automóvel na Baixa de Olhão. Partiram vidros à pedrada e até entraram dentro de um gabinete da autarquia, de onde retiraram um monitor de um computador, que depois destruíram. Três jovens, com idades entre 21 e 28 anos, já foram identificados pela PSP e constituídos arguidos pelos atos de vandalismo.

Os três suspeitos foram identificados anteontem pela esquadra de Olhão, através da Brigada de Investigação Criminal. A onda de vandalismo começou pelas 04h30 de sexta-feira, perto dos mercados de Olhão, numa zona onde existem vários estabelecimentos de diversão noturna. Segundo fonte da PSP, terão começado por partir os vidros de uma viatura da autarquia e de um gabinete no edifício.




O alvo seguinte foi uma loja na Baixa, tendo o grupo seguido depois para norte, rumo à rotunda do Cubo, pela avenida Bernardino da Silva. Deixaram um rasto de destruição pelo caminho, ao partir também os vidros de uma imobiliária, além das Finanças e da Segurança Social.

Segundo o CM apurou, uma das possibilidades aponta para que os três suspeitos estivessem sob o efeito de bebidas alcoólicas ou drogas quando cometeram os atos de vandalismo.

Baixa de Olhão PSP Olhão Cubo Segurança Social questões sociais política