Pugilista do FC Porto punido com multa de 2400 euros por assaltos

Fábio Gonçalves foi o único dos nove arguidos, julgados por roubos, que não foi condenado a uma pena de prisão.
Por Liliana Rodrigues|09.11.18
O guarda prisional e atleta do FC Porto Fábio Gonçalves foi o único dos nove arguidos, julgados por roubos e furtos, que não foi condenado a uma pena de prisão, esta quinta-feira, pelo Tribunal de Guimarães.

O coletivo considerou-o culpado por um crime de tentativa de furto qualificado, mas decidiu substituir a pena de prisão por uma multa. O guarda prisional em Caxias, atleta portista de boxe, vai ter de pagar 2400 euros se não recorrer da decisão por ter participado numa tentativa de assalto à casa de um barbeiro em Valongo.

Os restantes comparsas do gang, que durante mais de um ano furtaram veículos e em estabelecimentos comerciais, foram sentenciados com cadeia, embora apenas um deles, Abel Azevedo, o cabecilha do grupo, em condenação efetiva: sete anos e seis meses de cadeia. As restantes penas, entre três e cinco anos, foram suspensas.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!