Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
6

Punham vítimas a dormir

Duas mulheres acusadas de seduzirem homens para os drogar e roubar foram ontem condenadas a penas pesadas por um colectivo de juízes do Tribunal Judicial de Faro.
23 de Outubro de 2010 às 00:30

Ana Maria, 36 anos, já com antecedentes criminais, foi condenada a 15 anos de prisão e a sua cúmplice, Francelina Rodrigues, de 45 anos, vai cumprir dez anos de prisão. Dois irmãos de Francelina, acusados de cumplicidade, foram absolvidos "por não se provar que beneficiaram algo pela acção".

Foram provados vários crimes de furto, furto qualificado, falsificação (assinatura em cheque furtado), burla informática (utilização de cartões bancários furtados), roubo de forma tentada, omissão de auxílio às vítimas (que ficavam inconscientes muitas horas) e receptação. As mulheres foram condenadas a pagar indemnizações a duas vítimas e ao Centro Hospitalar de Trás-os-Montes e Alto Douro, num total de 20 117 euros.

Francelina não assistiu à sentença. Ana Maria ouviu-a com calma, chegando a sorrir. "Esperamos que esta pena a faça reflectir na sua vida, que tem sido dedicada ao crime", disse o juiz-presidente.

As arguidas foram agora julgadas por oito roubos consumados e dois tentados, entre Dezembro de 2008 e Agosto de 2009, cinco dos quais no Algarve.

Durante o julgamento mantiveram o silêncio, interrompido apenas por Francelina para acusar Ana Maria de ser a mandante e sua namorada, o que esta negou. O método era responder a anúncios de convívio publicados em jornais por idosos solitários. Iam a casa destes e, sedutoras, drogavam-nos com Serenal na comida. Roubavam, sobretudo, dinheiro, jóias, cartões bancários (obtinham os códigos pedindo antes para carregar um telemóvel), cheques e telemóveis.

Faro Julgamento
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)