Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
7

Quadro da ANA e engenheiro civil julgados em Lisboa

São acusados de corrupção.
18 de Abril de 2016 às 11:46
O julgamento decorre no Campus de Justiça
O julgamento decorre no Campus de Justiça FOTO: David Martins/Correio da Manhã
Um quadro da ANA-Aeroportos de Portugal, um engenheiro civil e uma empresa de construção civil começam esta segunda-feira a ser julgados, em Lisboa, por corrupção, crime alegadamente cometido na adjudicação de obras públicas, entre 2012 e 2013.

Segundo o despacho de acusação do Ministério Público (MP), consultado pela Lusa, o técnico especialista, de 42 anos, desempenhava funções na Direção de Imobiliário da ANA e intervinha diretamente nas contratações e adjudicações das obras a realizar em instalações do Aeroporto de Lisboa.

O MP sustenta que este arguido fez com que as entidades contratadas apresentassem, em duas situações, entre 2012 e 2013, orçamentos empolados e superiores aos reais, a fim de receber contrapartidas em dinheiro, supostamente por ter conseguido que as adjudicações fossem atribuídas a essas empresas.

A ANA constituiu-se assistente no processo e reclama uma indemnização nunca inferior a 7.000 euros, por prejuízos e danos provocados à sua imagem.

O funcionário encontra-se em liberdade, mas suspenso de funções e proibido de entrar nas instalações da ANA, empresa que gere os aeroportos nacionais.

O técnico está acusado de dois crimes de corrupção passiva para ato ilícito, enquanto o engenheiro civil e a sociedade respondem por crimes de corrupção ativa.

A primeira sessão está marcada para as 14h00 na Instância Central Criminal, Juiz 20, no Campus da Justiça.
Portugal Ministério Público Direção de Imobiliário da ANA Aeroporto de Lisboa ANA tribunal
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)