Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
7

Quase linchado por matar a ‘ex’

Família e amigos da vítima invadiram tribunal para agredir homicida, que já está na cadeia.
Isabel Jordão 30 de Outubro de 2014 às 08:59
João Silva, de 31 anos, está em prisão preventiva pelo homicídio a tiro de Conceição Coelho
João Silva, de 31 anos, está em prisão preventiva pelo homicídio a tiro de Conceição Coelho FOTO: Rui Miguel Pedrosa

Um grupo de familiares e amigos da mulher que foi morta a tiro de caçadeira pelo ex-namorado, na segunda-feira, à porta de casa, em Leiria, tentou ontem agredir o homicida quando este aguardava no tribunal para ser interrogado por um juiz de instrução criminal.

O grupo, constituído por mais de dez pessoas, entrou no tribunal de rompante à procura do arguido. Houve desacatos e viveram-se momentos de tensão até os elementos mais violentos serem controlados à força por inspetores da Polícia Judiciária – que acompanhavam o arguido – e por funcionários do tribunal. Um dos inspetores da PJ ficou mesmo ferido numa mão ao travar o avanço do grupo.

Foi chamada a PSP, mas os agentes chegaram já depois de o grupo ter saído do edifício e partido um vidro da porta. Ninguém foi constituído arguido.

João Silva, de 31 anos, foi interrogado durante mais de duas horas e seguiu depois para a cadeia de Leiria, onde vai aguardar julgamento em prisão preventiva, indiciado por crimes de homicídio qualificado, violência doméstica e detenção de arma proibida.

À chegada ao tribunal, o arguido irritou-se por estar a ser fotografado e filmado, insultando os jornalistas e agredindo um deles com uma garrafa de água.

Polícia Judiciária PJ PSP João Silva Conceição Coelho morte
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)