Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
1

Queda de contentores no porto das Velas condiciona operação de navios

Um dos três contentores que caiu ao mar já foi resgatado.
24 de Fevereiro de 2019 às 20:29
Contentores de mercadorias
Contentores de mercadorias FOTO: Pedro Elias
Um dos quatro contentores de mercadorias que foi no sábado arrastado para o mar, no interior do porto das Velas, nos Açores, foi já recuperado para terra, revelou este domingo a empresa pública Portos dos Açores, SA.

Em comunicado, a empresa que gere os portos do arquipélago adianta que outro dos contentores que caiu ao mar encontra-se "estabilizado" e apenas dois estão no fundo do mar, a uma profundidade que ainda não foi possível determinar.

"Dois desses contentores foram estabilizados e um deles foi já recuperado para terra, embora quanto aos outros dois ainda não tenha sido possível determinar a sua posição exata, no fundo do porto", adianta a mesma nota.

A Capitania do Porto da Horta decidiu este domingo emitir um aviso à navegação, por questões de precaução, interditando o acesso àquele porto a navios com calado igual ou superior a dois metros, exatamente devido à presença dos contentores no fundo do mar.

Segundo a Portos dos Açores, foram já realizados, este domingo, mergulhos na bacia do porto das Velas, para tentar descobrir a localização exata dos contentores, mas tal não foi possível devido à "reduzida visibilidade" das águas, provocada pela forte agitação dos últimos dias.

A empresa pública que gera os portos da região adiantou ainda que está a averiguar os efeitos que a passagem pelos Açores da depressão Kyllian provocou nas infraestruturas portuárias do arquipélago.

"As infraestruturas portuárias viradas aos quadrantes de Sul do Grupo Central foram as mais afetadas, com especial destaque para o Porto das Lajes do Pico e para o das Velas, na ilha de São Jorge, mas também ocorreram galgamentos de molhes-cortina e cais nos Portos do Corvo (Porto da Casa), Lajes das Flores, Madalena e Calheta (São Jorge)", explica a Portos dos Açores.

A tempestade Kyllian provocou estragos em várias ilhas, devido à forte agitação marítima, com ondas que atingiram mais de 10 metros, precipitação muito forte e rajadas de vento superiores a 140 kms/hora.

A Proteção Civil dos Açores registou, no sábado, cerca de uma centena de ocorrências em quase todas as ilhas.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)