Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
3

Quercus defende redução das emissões de gases

A associação ambientalista Quercus já definiu o conjunto de medidas que vai defender e espera ver adoptadas na próxima Conferência de Partes das Nações Unidas sobre as Alterações Climáticas, que arranca hoje em Bali e que visa dar continuidade ao Protocolo de Quioto.
3 de Dezembro de 2007 às 00:00
Poluição industrial em causa
Poluição industrial em causa FOTO: Everett Kennedy, Lusa
A Quercus diz que as negociações desta conferência são cruciais para garantir que, após 2012, se consiga a continuidade e ampliação das metas do Protocolo de Quioto. Para os ambientalistas, o ano de 2009 deve ser o prazo máximo para se concluírem as negociações sobre o segundo período de compromissos de Quioto.
Estimular os países de industrialização recente, como Singapura e Coreia, a cumprirem compromissos de redução de emissões de dióxido de carbono e a criarem um processo para negociar mecanismos que apoiem a redução de emissões de gases com efeito de estufa, são duas das medidas defendidas.
Desse rol consta ainda a proposta de uma revisão científica que inclua um novo compromisso de redução de emissões. A Quercus apela ainda a que os países desenvolvidos continuem o progresso na taxa de redução das suas emissões domésticas.
A 13.ª Conferência de Partes, que decorre na Indonésia, prolonga-se até ao próximo dia 14.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)