Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
8

Rangel e Galante chamados e Vieira sem factos novos

Arguidos explicam novas informações do telemóvel.
Miguel Alexandre Ganhão(miguelganhao@cmjornal.pt) 14 de Junho de 2020 às 01:30
Juiz Rui Rangel
Rui Rangel
Juiz Rui Rangel
Rui Rangel
Juiz Rui Rangel
Rui Rangel
Os juízes Rui Rangel e Fátima Galante foram de novo chamados para serem interrogados pelo Ministério Público (MP), antes de a procuradora-geral adjunta, Maria José Morgado, que está colocada no Supremo Tribunal de Justiça, proferir a acusação. 

Esta nova diligência é provocada pela existência de factos novos devido ao facto de a PJ ter conseguido o acesso ao conteúdo do telemóvel do ex-desembargador, refere o ‘Expresso’. São estes novos factos que serão apresentados aos arguidos, de modo a evitar a possibilidade de, numa fase mais adiantada do processo, quer Rangel, quer a sua mulher, Fátima Galante, poderem invocar a nulidade do processo.

Segundo apurou o CM, Luís Filipe Vieira, que também é arguido neste processo pelo crime de recebimento indevido de vantagem, não deverá ser chamado para prestar novas declarações junto do MP, uma vez que em relação a ele não existirão factos novos e pelo facto de o crime estar muito bem delimitado.

Rui Rangel está indiciado pelos crimes de tráfico de influências, fraude fiscal e branqueamento de capitais. A Operação Lex tem 18 arguidos.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)