Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal

Raptada e violada durante 2 semanas

Refém num quarto de pequenas dimensões, numa modesta casa do bairro da Mouraria, Lisboa, ‘Maria’ de 45 anos, foi espancada e violada repetidamente, ao longo de duas semanas, pelo ex-companheiro. E tudo porque ‘António’, de 37 anos, arrumador de carros, anteontem detido por inspectores da Polícia Judiciária, não aceitava o fim da relação.

23 de Dezembro de 2011 às 01:00
‘Maria’ esteve sequestrada durante 15 dias, amarrada de pés e mãos, foi agredida e violada
‘Maria’ esteve sequestrada durante 15 dias, amarrada de pés e mãos, foi agredida e violada FOTO: Simulação

Cansada de ser agredida ao longo dos três anos de relacionamento, ‘Maria’ terminou o namoro. O agressor vivia, segundo fonte policial, obcecado pela vítima. Como tal, em finais de Novembro, decidiu raptá-la numa rua da Mouraria, bairro histórico onde ambos viviam.

À força, ‘António’, e armado com uma faca, levou ‘Maria’ para casa, trancando-a no quarto onde, durante duas semanas, a violou de forma repetida.

Com cadastro policial por pequenos furtos, ‘António’ mal saía de casa mas, sempre que o fazia, era cauteloso. Além de deixar a porta do quarto trancada, amarrava ‘Maria’ com fita adesiva, de modo a que não pudesse encetar qualquer fuga.

No feriado de 8 de Dezembro, ‘Maria’ pediu ao ‘ex’ para ir à rua telefonar, dizendo que tinha um familiar internado no hospital e que queria saber o estado dele. ‘António’ confiou na palavra de ‘Maria’, mas esta fugiu de imediato, dirigindo-se a uma esquadra da polícia.

O violador foi agora detido pela PJ, tendo dito, numa fase inicial, que as relações sexuais tinham sido consentidas. n

RAPTADA VIOLAÇÃO LISBOA ESPANCADA
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)