Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
4

Raptam amiga de prostitutas

Grupo criminoso tentou extorquir duas mulheres que não quiseram pagar proteção.
2 de Julho de 2014 às 07:35
Em causa esteva a imposição de segurança a prostitutas na zona da rua da Artilharia I
Em causa esteva a imposição de segurança a prostitutas na zona da rua da Artilharia I FOTO: Tiago Sousa Dias

Duas prostitutas de Lisboa insurgiram-se contra o grupo organizado que lhes impôs à força serviços de segurança a troco de dinheiro enquanto trabalhavam. As mulheres recusaram pagar e uma amiga de ambas - que não era prostituta - acabou por ser raptada na zona da Alta de Lisboa por um casal que integrava o gang. Foi libertada horas mais tarde por inspetores da Unidade Nacional de Contraterrorismo da PJ. O casal - ele de 20 anos e ela de 25 - acabou detido.

A jovem foi raptada ao início da tarde de anteontem, depois de ter sido forçada pelo casal a entrar para uma viatura. Transportada a um local ermo, foi alvo de várias ameaças.

Até ao final da tarde, hora em que inspetores da PJ libertaram a vítima, os raptores exigiram dinheiro a uma das prostitutas amiga da raptada, com quem falavam por telemóvel. Pediam o valor em dívida pela proteção. Só que uma das prostitutas alertou as autoridades, que libertaram a jovem no mesmo dia.

As prostitutas trabalhavam na zona da rua Artilharia 1, artéria conotada pela prática da prostituição. O grupo criminoso impôs os seus serviços. Não só as protegiam de eventuais clientes violentos, como anotavam as matrículas dos carros que as abordavam.

portugal amigas prostistuta extorsão
Ver comentários