Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
5

Raptor detido num autocarro

Foi detido em Espanha e entregue ontem à PJ o autor do rapto de um empresário da construção civil de Coimbra. O suspeito, que exigiu dez mil euros de resgate, é do Leste da Europa e tinha trabalhado para a vítima. Após o crime fugiu, com destino à Alemanha, mas foi preso em Espanha.
16 de Maio de 2008 às 00:30
A vítima foi ameaçada e obrigada a pedir o valor do resgate por telefone
A vítima foi ameaçada e obrigada a pedir o valor do resgate por telefone FOTO: Carlos Ferreira

O suspeito abordou o empresário, de 55 anos, a 8 de Abril, quando ele estava sozinho numa casa em construção em Portunhos,Cantanhede.Surgiu com o rosto encoberto e empunhando uma arma.

Avítimatentou reagir, mas foi dominada pelo raptor, que a amarrou com braçadeiras de plástico e a obrigou a telefonar a familiares, a pedir o dinheiro.Amulhernão atendeu,masas ameaças de morte ficaramgravadasno atendedor de chamadas. Depois ligou ao filho, dizendo-lhe para ir ao banco, mas antes disso deveria falar com um agente da PSP, amigo da família. O filho desconfiou e alertou as autoridades. Quando a GNR chegou ao local, o raptor, de 31 anos, fugiu. Pouco depois, a PJ de Coimbra apurou que apanhara umautocarroem Coimbra.

Na sequência de um mandado de detençãoeuropeu,oimigrantefoidetidopelaGuardiaCivil,que interceptou oautocarro, em Palência.

O director da PJ de Coimbra,Pedrodo Carmo, explicou que as investigações vão prosseguir para "se saber exactamente as circunstâncias em que o crime foi planeado e executado", nomeadamente se o detido actuou sozinho.

Ver comentários