Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
8

Rave acabou na esquadra

A viagem acabou antes mesmo de começar. Um autocarro de turismo, alugado para transportar um grupo da zona da Outurela a uma festa ‘rave’ em Albufeira, no Algarve, foi interceptado pela PSP, anteontem à noite, à saída de Carnaxide, em Oeiras.
25 de Março de 2005 às 00:00
A Polícia desconfiava que havia droga a bordo e conseguiu apreender ‘ecstasy’, haxixe e cocaína aos passageiros. O motorista do autocarro, surpreendido, apanhou um grande susto.
Segundo fonte da PSP, havia “fortes indícios”, resultantes de uma investigação, de que alguns dos passageiros do autocarro estariam na posse de droga, que pretendiam vender na ‘rave’ em Albufeira. Tudo estava montado como se se tratasse de uma normal operação ‘stop’, com dois agentes e um carro.
Mas tudo mudou em segundos. Os elementos da Esquadra de Investigação Criminal, à civil, começaram a entrar no autocarro, deixando o motorista, que não fazia ideia do que estava à acontecer, à beira de um ataque de nervos.
Passada revista à viatura e aos passageiros, a PSP efectuou oito detenções – quatro homens e quatro mulheres com idades entre os 19 e os 28 anos – e notificou nove indivíduos para comparecerem na comissão de dissuasão para a toxicodependência.
Aos passageiros detidos e aos notificados, a PSP de Oeiras apreendeu 94 comprimidos de ‘ecstasy’, 117,42 gramas de haxixe e 1,23 gramas de cocaína, além de um ‘spray’ neutralizante. De acordo com fonte policial, alguns dos passageiros do autocarro estavam já “referenciados” junto das autoridades.
FINALISTAS LEVAVAM HAXE PARA ESPANHA
Chegado o último ano dos alunos da Escola Secundária de Santa Maria da Feira, nada como uma viagem de finalistas para a despedida. O destino estava escolhido: Lloret de Mar, perto de Barcelona. A partida estava marcada para o passado dia 18. Concretizou-se mas com menos três alunos do que estava previsto. É que alguém avisou a PSP da possibilidades de os alunos levarem droga para a viagem. Alertados, os polícias deram ordem aos motoristas dos autocarros para estacionarem no parque da PSP. Qual não foi o espanto dos alunos quando se deparam com uma verdadeira rusga. Resultado: dois rapazes e uma rapariga, entre os 17 e os 18 anos, detidos na posse de 400 doses de haxixe, que tinham distribuídas em vários sacos. Os restantes alunos seguiram viagem. Os detidos passaram a noite na prisão onde confessaram que a droga era para fumar com os amigos. Alegaram ainda desconhecer que o haxixe era ilegal. O trio aguarda, em casa, pelo julgamento.
Ver comentários