Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
4

Rebocadores só trabalham para empresas que revejam tabela

Os rebocadores anunciaram este sábado que vão deixar de trabalhar para as empresas que não aceitem negociar as tabelas de preços ou não cumpram os prazos de pagamento. A decisão foi tomada na sexta-feira, numa reunião da Associação Nacional do Ramo Automóvel (ARAN), que indicou ainda ter sido aceite a “solicitação” de algumas empresas que pediram mais tempo para analisar as reivindicações do sector.
23 de Junho de 2008 às 15:21

Em causa estão as tabelas praticadas pelas seguradoras, que, de acordo com os profissionais, não são actualizadas há dez anos. Actualmente, as companhias de seguro pagam entre 33 e 36 cêntimos por quilómetro às empresas de pronto-socorro, mas o sector exige que o valor suba para os 48 cêntimos.

 

Em comunicado, a ARAN explica ainda que os rebocadores decidiram continuar a trabalhar até 31 de Dezembro para as empresas de assistência que “reconheçam a justiça” das suas reivindicações e apresentaram novas tabelas de pagamento. São elas a Cares, a Ima Ibérica e a Inter Partner.

De forma a não prejudicar os portugueses, que estão agora a começar as suas férias, os profissionais aceitaram também trabalhar “condicionalmente, até ao fim do mês”, para as empresas Europ Assistance, Mapfre e Aide, cessando por completo a prestação de serviços a partir de Julho, caso não sejam apresentados “novos valores”. Relativamente à Mondial Assistance, face ao compromisso da empresa em rever a forma de liquidação dos serviços, os rebocadores trabalharão igualmente até ao final do mês, “condicionalmente”.

Para que os portugueses não tenham dúvidas sobre a “justiça” da luta dos profissionais do sector, a ARAN desafia a Associação Portuguesa de Seguradoras (APS) a divulgar publicamente as tabelas de assistência em viagem que vigoraram entre 1 de Janeiro de 2002 e 31 de Maio de 2008.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)