Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal

Reclusos de Matosinhos trabalham em limpeza

Desde o início de Janeiro que dezassete reclusos do Estabelecimento Prisional de Santa Cruz do Bispo estão a trabalhar para a Câmara Municipal de Matosinhos, na limpeza de espaços públicos da cidade.
16 de Fevereiro de 2007 às 00:00
Os reclusos regressam à cadeia pelas 17h00
Os reclusos regressam à cadeia pelas 17h00 FOTO: António Rilo
A iniciativa surgiu de um protocolo entre a Direcção-Geral de Serviços Prisionais, a Misericórdia de Matosinhos e a autarquia matosinhense, com vista à reinserção social dos reclusos.
O trabalho que os reclusos têm vindo a desenvolver é remunerado pela Câmara em 541,38 euros mensais. Aliás, a autarquia disponibiliza anualmente 131 800 euros para garantir trabalho pago a reclusos. Neste momento, os dez homens e as sete mulheres de Santa Cruz do Bispo estão a fazer a limpeza de terrenos municipais, de áreas florestais e de espaços verdes, e também a vigilância de ecocentros e de sanitários públicos.
Metade das 210 detidas em Santa Cruz do Bispo – uma cadeia que inclui presos dos dois sexos – está envolvida actualmente em programas laborais, sendo que dessa, cerca de 80 têm trabalho fixo no perímetro da cadeia, em manutenção, limpeza e oficinas.
A autarquia matosinhense fornece também transporte e alimentação aos reclusos envolvidos na parceria entre as três entidades.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)