Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
8

Recurso atrasa ida para prisão de 4 arguidos

Depois de o Supremo Tribunal de Justiça ter rejeitado os recursos dos cinco acusados do assalto ao Museu do Ouro e à ourivesaria Freitas, em Viana do Castelo, em 2009, a defesa recorreu para o Tribunal Constitucional.
7 de Outubro de 2012 às 01:00
Arguidos julgados em Viana
Arguidos julgados em Viana FOTO: Joana Correia

Em causa está o acórdão do STJ, de 19 de Setembro, que aumentou as penas de quatro arguidos para 14 anos e meio de prisão. Os advogados de defesa pretendem apurar a constitucionalidade da sentença.

O recurso agora apresentado atrasa o cumprimento da pena, já que os quatro réus que viram as medidas de prisão aumentadas ainda estão em liberdade. O quinto arguido, condenado a 15 anos de cadeia e cuja pena não foi alterada pelo acórdão do STJ, está em preventiva.

MUSEU DO OURO ASSALTO RECURSO ARGUIDOS PRISÃO
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)