Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
5

Recusa culpa na morte de amigos

Manuel Domingos saiu da sua faixa de rodagem e colidiu frontalmente com a moto que vinha em sentido contrário, e na qual seguia o seu amigo Manuel Henriques e a esposa Maria Olívia.
23 de Abril de 2013 às 01:00

O casal, de 57 e de 51 anos, morreu no local. Manuel Domingos, fugiu e regressou alguns minutos depois, quando um outro casal já tinha auxiliado as vítimas. Foi a 13 de junho do ano passado, e o arguido começou ontem a ser julgado no Tribunal de Vale de Cambra por dois homicídios por negligência.

"Eles é que circulavam em contramão. Fiz tudo o que era possível, mas não consegui evitar o acidente", contou o eletricista já reformado.

Os exames periciais do Núcleo de Investigação Criminal de Acidente de Viação contrariam a versão apresentada pelo arguido e imputam àquele a culpa do acidente ocorrido.

Manuel Domingos explicou ainda aos juízes que, num primeiro momento, decidiu fugir, mas que depois voltou atrás. Estacionou a carrinha no lado contrário ao qual se deu o embate.

"Entrei em pânico e fiquei em choque, não me lembrei de pedir socorro", argumentou ao CM. O arguido disse ainda que nunca teve coragem de pedir desculpa aos familiares das vítimas

"Comi muitas vezes em casa do Manuel e da Maria Olívia. Fiz muitos trabalhos para eles, mas nunca tive coragem de ir ter com a família e de lhes pedir desculpa", adiantou.

A família das vítimas mortais solicitou em tribunal uma indemnização de 300 mil euros pela morte.

VALE DE CAMBRA MORTE JULGAMENTO
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)