Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
7

Rede burla com topos de gama

Importavam carros topos de gama e recentes do estrangeiro e, depois de passarem a Alfândega em Portugal, não pagavam os impostos devidos. No total, a rede, composta até ontem por oito comerciantes de carros do norte do País, lucrava no mínimo 5 mil euros em cada viatura. O grupo, que se suspeita ter mais elementos, começou a ser desmantelado numa megaoperação da Divisão de Investigação Criminal da PSP do Porto, que levou à detenção de oito homens, com idades entre 20 e 30 anos. Vão ser hoje presentes ao Tribunal.
30 de Outubro de 2012 às 01:00
Rede importava carros da Mercedes, Audi, Porsche e Jaguar do estrangeiro
Rede importava carros da Mercedes, Audi, Porsche e Jaguar do estrangeiro FOTO: José Moreira

O que começou por ser uma simples investigação a um furto de um Jaguar, em Matosinhos, no ano passado, transformou-se numa operação de combate à fraude fiscal, burla e falsificação de notação técnica. Afinal existia uma rede de comerciantes de automóveis – maioritariamente do Distrito de Braga – que importava carros da Mercedes, Audi, Porsche e Jaguar do estrangeiro, principalmente da Alemanha.

As viaturas, com menos de quatro anos, eram importadas pelos comerciantes. Depois, com um equipamento especial, adulteravam a quilometragem: aumentavam os quilómetros para assim pagar menos de impostos por cada carro. Nas 40 buscas realizadas no Porto, Braga, Aveiro, Viana do Castelo e Vila Real foram apreendidos mais de 30 carros – avaliados em 600 mil euros e cujos compradores particulares foram burlados.

norte burlas carros topos de gama
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)