Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
1

Rede chinesa de droga instalada em Portugal desmantelada pela PJ

Casal, de 42 e 47 anos, geria o negócio. Nove estufas em Santa Maria da Feira e em Gaia.
Ágata Rodrigues 19 de Novembro de 2019 às 09:05
Apreensão de tonelada e meia de plantas que foram produzidas em estufas equipadas com alta tecnologia
Apreensão de tonelada e meia de plantas que foram produzidas em estufas equipadas com alta tecnologia FOTO: João Cravo / CMTV
Foi o envio de um pacote de dez quilos de liamba de Portugal para Alemanha, e que seguia por correio especial, que originou, há dois meses, esta investigação da Polícia Judiciária do Porto, que culminou agora no desmantelamento de uma rede chinesa de produção e exportação de droga para países como Bélgica, Holanda, França, Inglaterra e Alemanha. Um casal, de 42 e 47 anos, foi detido e fica na prisão a aguardar julgamento. 

Com uma apreensão de uma tonelada e meia de liamba em nove estufas em Santa Maria da Feira e em Vila Nova de Gaia, a PJ volta a dar uma machadada num grupo organizado que "investiu muito dinheiro".

"Este ano tem sido anómalo neste tipo de realidade. O normal era identificar produções pequenas, mas agora são estruturas empresariais com armazém, onde existem estufas autonomizadas. Não temos paralelo em termos históricos", explicou Avelino Lima, coordenador da investigação da Judiciária. As razões prendem-se com as condições climatéricas favoráveis. "A exposição solar, humidade e tudo o mais privilegiam isto", acrescentou.

O cidadão chinês detido, de 47 anos, vivia há cerca de 20 em Portugal, sendo "empregado de mesa". A mulher estava legalizada em Espanha. A tecnologia utilizada é muito avançada e há suspeitas de furto de eletricidade à EDP.

Só este ano, são seis investigações do género - três na comarca do Porto e três na da Maia -, sempre com suspeitos de nacionalidade chinesa.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)