Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
4

Rede saca 65 milhões de euros em assaltos a hospitais europeus

Grupo realizou cinco roubos a hospitais de Lisboa e do Porto.
José Eduardo Cação 30 de Outubro de 2019 às 08:48
Polícia Judiciária do Porto realizou conferência a anunciar detenção de dois membros e explicar detalhes do caso
Polícia Judiciária do Porto realizou conferência a anunciar detenção de dois membros e explicar detalhes do caso FOTO: Inês Trovisco
A PJ do Porto deteve dois cidadãos colombianos membros de uma rede criminosa, com origem sul-americana, responsável por centenas de roubos a várias unidades hospitalares em países europeus, incluindo Portugal.

Ao todo foram 320 roubos ocorridos entre 2015 e 2018 em 20 países da Europa, que renderam cerca de 65 milhões de euros. Em Portugal houve cinco roubos em unidades hospitalares de Lisboa e do Porto. Não há portugueses identificados.

"Esta rede viajava de propósito para a Europa para cometer estes roubos. Recentemente, detivemos dois cidadãos, um homem e uma mulher, em Madrid, que foram entregues às autoridades e estão detidos", disse Henrique Noronha, coordenador de investigação criminal da PJ do Porto.

O material furtado era sobretudo relacionado com exames de colonoscopia e endoscopia. "Os suspeitos recorriam ao hospital através de consultas em que identificavam os locais e posteriormente voltavam para levar o material, que estará todo na América do Sul, onde era de novo comercializado no mercado negro", explicou.

Em Portugal, o último roubo ocorreu em janeiro, num hospital de Lisboa, no valor de 200 mil euros, quando a investigação já estava nas mãos da PJ "devido à sua complexidade".

Com uma dimensão considerável, a PJ está em colaboração com a Europol e a Eurojust e continua a investigação, acreditando "haver mais elementos em solo europeu".
Lisboa PJ Portugal Porto Europa crime lei e justiça polícia economia negócios e finanças
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)