Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
5

Registos apenas conhecem URSS

Eugeniu Dodonu, 22 anos, nasceu na Moldávia. Mas quando foi tratar do Cartão de Cidadão, à Loja do Cidadão dos Restauradores, em Lisboa, conta, indignado, que a funcionária o informou de que o sistema informático do Instituto dos Registos e do Notariado só permitia atribuir-lhe como "país" de naturalidade a União Soviética. Ainda que lhe tenha dado a escolher, como alternativa, a Roménia.

9 de Novembro de 2008 às 00:30
Eugeniu Dodonu, natural da Moldávia, indignado com os registos
Eugeniu Dodonu, natural da Moldávia, indignado com os registos FOTO: A-Agosto.com

"Não haver na base de dados um país que até é Europeu significa estarmos vinte anos atrasados. Pior é dizerem que uma federação – que já não existe – é um país", protesta o estudante de Comunicação Social. "Quando nasci, ainda a Moldávia fazia parte da União Soviética, mas nos meus documentos a minha naturalidade era: Moldávia, URSS", reforça.

Segundo fonte oficial do Ministério da Justiça, "de acordo com as regras estabelecidas pela lei, a naturalidade, no caso de cidadãos que nasceram no estrangeiro, reporta-se à cidade e país existentes à data de nascimento." Justificam, assim, que a base de dados só preenche o campo da naturalidade na Moldávia a quem nasceu após o desmantelamento da URSS, em 1991.

SAIBA MAIS

MURO DE BERLIM

Em 9 de Novembro de 1989, foi derrubado o Muro de Berlim, que dividia a Alemanha em duas. O Bloco de Leste ruía com o muro.

15

repúblicas constituíam a URSS. A Moldávia, entre a Roménia e a Ucrânia, é uma delas.

O FIM DA URSS

A União das Repúblicas Socialistas Soviéticas desmantelou--se em Dezembro de 1991.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)