Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
2

Relação absolve dez ‘traficantes’

Dez dos onze arguidos condenados em Dezembro a seis anos e meio de prisão pelo carregamento de três toneladas de haxixe no Zimbreirinho (Vila do Bispo), a 15 de Setembro do ano passado, foram agora absolvidos pelo Tribunal da Relação de Évora, por falta de provas.
5 de Agosto de 2009 às 00:30
Julgamento de alta segurança decorreu em Portimão, mas conduzido por um colectivo do Tribunal de Lagos
Julgamento de alta segurança decorreu em Portimão, mas conduzido por um colectivo do Tribunal de Lagos FOTO: Paulo Marcelino

Os arguidos tinham sido condenados no passado dia 19 de Dezembro por um colectivo do Tribunal de Lagos, que conduziu o julgamento no Tribunal de Portimão por razões de segurança. Na leitura do acórdão, a juíza--presidente reconheceu: "A prova do facto criminoso nem sempre é directa".

A Relação de Évora concluiu que sobre oito dos arguidos "nenhuma prova directa foi produzida no que respeita ao seu envolvimento nos factos" e que sobre outros dois as provas são insuficientes para condenar. Ordenou a libertação imediata de dez arguidos (nove espanhóis e um português), na passada sexta-feira, mantendo a condenação do motorista espanhol que conduzia o camião com 102 fardos de haxixe.

Os arguidos agora libertados foram detidos no local, mas faltaram provas para o seu envolvimento no carregamento de haxixe. "Decisão contrária colocaria em crise o Estado de Direito. Ponderamos a possibilidade de apresentar pedidos de indemnização", disse a advogada de Defesa, Carla Cunha e Silva.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)