Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
7

RESTAURANTES FISCALIZADOS

A autarquia lacobrigense decidiu avançar com uma acção de fiscalização aos estabelecimentos de comidas e bebidas, tendo em vista apurar se os mesmos cumprem ou não as suas obrigações em termos administrativos e de higiene e segurança.
7 de Fevereiro de 2003 às 00:00
Até ao momento, já foram vistoriadas dezena e meia de casas, situadas no centro histórico da cidade, nalgumas das quais foram detectados problemas, particularmente ao nível da segurança.

Segundo apurou o CM, esta acção, iniciada recentemente, irá abranger cerca de uma centena de estabelecimentos – a maior parte dos quais se localiza no perímetro urbano –, devendo estar concluída até ao final do próximo mês de Maio. A comissão que desenvolve as vistorias é constituída por representantes da Câmara de Lagos, PSP, Protecção Civil, Bombeiros e Delegação de Saúde.

De acordo com o presidente da autarquia, Júlio Barroso, existe a preocupação de "acabar com uma certa impunidade de que beneficiavam alguns estabelecimentos, que não cumpriam as regras a que estão obrigados".

Numa primeira fase, será dado aos proprietários um prazo para efectuarem as correcções exigidas pelos técnicos, mas, se isso não acontecer, a autarquia garante que actuará de forma firme, fazendo uso de vários mecanismos ao seu dispor, como a aplicação de multas, a redução do horário de funcionamento e, em casos extremos, o encerramento dos estabelecimentos.

A edilidade lacobrigense pretende com a realização das referidas vistorias assegurar que as casas de comidas e bebidas do concelho dispõem das condições necessárias "para prestar um serviço de qualidade aos clientes". Segundo os responsáveis camarários, "este é um aspecto essencial para um município cuja principal actividade económica é o turismo".
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)