Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
5

Revolta na cadeia faz três feridos

O ambiente de tensão nas cadeias está ao rubro e pode agravar-se a partir de hoje, com o início da greve dos guardas prisionais, que lutam por melhores meios e condições de trabalho. Ontem, três reclusos ficaram feridos na sequência de confrontos na prisão de Alcoentre com elementos do Grupo de Intervenção dos Serviços Prisionais.
6 de Julho de 2009 às 00:40
Revolta na cadeia faz três feridos
Revolta na cadeia faz três feridos FOTO: d.r.

Os presos revoltaram-se por causa da mudança de regras na entrada de comida do exterior e recusaram apresentar-se no refeitório. Para acabar com o protesto, foi chamada uma unidade dos GISP para encerrar os reclusos. Três presos sofreram ferimentos ligeiros e foram transportados ao hospital, informou a Direcção-Geral dos Serviços Prisionais. "É apenas mais um sinal do muito que está mal no sistema prisional", reagiu o presidente do Sindicato Nacional do Corpo da Guarda Prisional (SNCGP), Jorge Alves, adiantando que havia guardas a trabalhar "há 36 horas" por causa desta situação. No primeiro período de greve de três dias (segundo é entre 17 e 19) os guardas reclamam um estatuto profissional digno, pré-aposentação aos 55 anos, remuneração ajustada, mais efectivos e melhores meios.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)