Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
2

Roma aprova palco

O Vaticano aprovou a estrutura concebida para a missa que Bento XVI vai celebrar a 11 de Maio no Terreiro do Paço, Lisboa. A criação de um acesso lateral é a principal alteração introduzida no palco, que ficará assente no cais das Colunas tendo por imagem de fundo o estuário do Tejo.
6 de Abril de 2010 às 00:30
A estrutura montada sobre o cais das Colunas permitirá a Bento XVI observar o estuário do Tejo e a parte histórica da cidade
A estrutura montada sobre o cais das Colunas permitirá a Bento XVI observar o estuário do Tejo e a parte histórica da cidade FOTO: direitos reservados

A concepção final foi aprovada a 10 de Março, na sequência da visita de três dias a Portugal do mestre das Celebrações Litúrgicas Pontifícias, Guido Marini.

O responsável do Vaticano esteve no Porto, em Fátima e em Lisboa, entre 8 e 10 de Março, para analisar os pormenores das cerimónias litúrgicas incluídas na visita que o Papa efectua a Portugal.

O palco, cuja estrutura será branca assente sobre um chão azul, ficará separado dos fiéis pela ligação entre as avenidas Infante D. Henrique e Ribeira das Naus.

Os perfis das duas avenidas permitem uma maior facilidade na circulação automóvel para o espaço exterior à área abrangida pelos crentes, cujas estimativas apontam que sejam 150 mil.

As avenidas laterais sul foram assim preferidas para o acesso ao altar em detrimento da opção norte, através das ruas da Prata, Ouro e Augusta. O apoio logístico, como unidades de socorros, carros de bombeiros ou viaturas da polícia, ficará em espaços abertos das imediações, como o cais do Sodré e a praça das Cebolas.

A construção do altar de Lisboa representa um investimento de 200 mil euros, assumido pelo Patriarcado.

Veja os esboços do altar na Galeria de Fotos do CM.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)