Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
2

Romeno agride GNR

Um romeno, de 29 anos, foi detido pela GNR de São Brás de Alportel, anteontem à noite, acusado de ter praticado vários distúrbios numa geladaria daquela vila e de ter resistido, com violência, à detenção. Agrediu os militares a soco e partiu, ao pontapé e cotovelada, os vidros da viatura militar.
11 de Julho de 2006 às 00:00
Os desacatos começaram numa geladaria na Avenida da Liberdade, em São Brás de Alportel, onde o romeno agrediu a estalo e socos na cara a proprietária, que teve de receber assistência no Centro de Saúde local a vários ferimentos sofridos na cara.
“Vi o romeno atirar uma garrafa de cerveja para o chão”, conta um cliente da geladaria, que pediu o anonimato. Quando a proprietária interpelou o romeno, este “respondeu com uma chapada na cara da senhora”, disse. Não satisfeito e quando ameaçado com a chamada da GNR, “desatou aos socos na cara da dona da geladaria, fugindo de seguida”.
Na fuga, a pé, pelas ruas da vila, o romeno foi perseguido por vários clientes da geladaria, só sendo alcançado cerca de 500 metros depois, perto do posto de combustíveis na antiga estrada para Lisboa. “À chegada dos dois militares da GNR, entretanto chamados pelos populares, agrediu-os a soco e pontapé”, afirma a testemunha, que viu ainda, já dentro do jipe, o romeno “partir dois vidros da viatura à cotovelada e pontapé”, seguindo depois para o Hospital de Faro, para ser tratado aos ferimentos sofridos durante o incidente.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)