Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
2

Roubam reforma e ouro a idosa

"Levaram-me tudo!" O choque apoderou-se de Delmira Damas, de 80 anos, depois de ter sido assaltada ontem de madrugada na própria casa em Fânzeres, Gondomar. A octogenária, que vive sozinha e que se desloca numa cadeira de rodas, ficou sem a reforma de 300 euros e várias peças de ouro. "Não tenho dinheiro, não tenho nada", dizia entre lágrimas.
11 de Julho de 2010 às 00:30
Delmira Damas tem medo de continuar a viver na mesma casa
Delmira Damas tem medo de continuar a viver na mesma casa FOTO: Diogo Pinto

O ladrão aproveitou o facto de a janela da cozinha ter ficado um pouco aberta para entrar no apartamento situado no rés-do-chão. Uma vez na sala, encontrou a carteira de Delmira em cima da mesa e tirou o porta-moedas que continha o dinheiro da reforma e várias peças de ouro que a idosa ali guardava. "Recebi ontem [anteontem] a reforma. Até me levaram os documentos", lamentava a idosa.

A vítima só se apercebeu do roubo quando se levantou, de manhã. "Saí do quarto e vi a janela da cozinha aberta. Vim logo procurar a carteira e comecei a chorar", contou ao CM. O assalto a casa fez com que Delmira tema agora pela falta de segurança que existe no prédio camarário onde reside. "Numa ocasião até cobertores e lençóis me roubaram", lembrou.

Ainda mal refeita do susto de ontem, a octogenária só pede que a tirem daquela casa. "Agora matam--me! Já não estou bem aqui", disse, amedrontada.

Delmira terá de contar com a ajuda de vizinhos para conseguir sobreviver. "Tive de pedir dinheiro a uma vizinha para comer. Tinha comprado medicação antes senão não tinha nada. Já sei que o dinheiro não volta, mas ao menos que os castigassem", disse.

O roubo está a ser investigado pela GNR de Fânzeres.

Ver comentários