Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
3

Roubava mulheres com seringa suja

Andava pelas estações do metropolitano de Lisboa e pelos comboios da CP da Fertagus (que ligam Lisboa à margem Sul do Tejo), empunhando uma seringa com a qual ameaçava mulheres, só mulheres, para lhes roubar dinheiro e haveres, como telemóveis.
6 de Março de 2007 às 00:00
O suspeito andava pelo metro e comboios da CP e Fertagus
O suspeito andava pelo metro e comboios da CP e Fertagus FOTO: D.R.
Com 38 anos, o indivíduo acabou por ser detido na Gare Intermodal de Lisboa (Parque das Nações) depois de ter empunhado a seringa contra uma mulher, que se queixou a um polícia que patrulhava a zona.
Alertado para a tentativa de roubo, o agente “perseguiu o suspeito e, manietando-o, procedeu de imediato à sua detenção”, conta num comunicado o Comando Metropolitano da PSP de Lisboa.
O agente, além de deter o suspeito, apreendeu-lhe uma seringa, com cerca de 15 centímetros, suja de sangue.
Conduzido à esquadra mais próxima, a polícia descobriu que o indivíduo já estava indiciado pela prática de outros crimes da mesma natureza: assaltos sob coacção.
E quando entregue às Brigadas de Prevenção Criminal da Divisão de Segurança a Transportes Públicos do Comando, estas viram que também tinham pendentes outros processos “em que a descrição física do suspeito coincidia com a descrita nas outras situações”, adianta o mesmo comunicado.
Perante tal, a PSP resolveu contactar algumas das vítimas, cinco mulheres, para que estas efectuassem os respectivos reconhecimentos. E em todos eles o suspeito foi reconhecido como autor dos roubos de que tinham sido vítimas.
As mesmas contaram que o indivíduo as abordara quando se encontravam sozinhas, “quase sempre junto às máquinas automáticas de venda de bilhetes”, e começara por pedir dinheiro. Ao receber uma nega, o homem exibia uma faca ou uma seringa com a agulha suja de sangue e ameaçava-as roubando-lhes dinheiro e telemóveis.
Detido o indivíduo e recolhidos os depoimentos e as provas, os agentes levaram-no presente ao Tribunal de Instrução Criminal de Lisboa, onde o juiz lhe aplicou a medida de coacção de prisão preventiva.
A PSP sublinha ainda que “as investigações ainda prosseguem no sentido de contactar com mais vítimas deste suspeito”.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)