Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
1

ROUBO CAUSA MORTE

Um homem morreu anteontem numa rua de Lisboa, depois de dois assaltantes o terem feito cair e bater com a cabeça no chão, para lhe roubar um saco que trazia na mão. O cadáver da vítima ficou na via pública mais de duas horas, antes de ser transportado para o Instituto de Medicina Legal.
23 de Agosto de 2003 às 00:00
O cruzamento das avenidas Defensores de Chaves e Duque de Ávila
O cruzamento das avenidas Defensores de Chaves e Duque de Ávila FOTO: Natália Ferraz
Tudo se passou pelas 11h15, altura em que a vítima, de 78 anos, seguia a pé na Avenida Defensores de Chaves e preparava-se para entrar na Avenida Duque de Ávila.
Parado num semáforo, o idoso foi surpreendido por dois indivíduos, aparentando cerca de 35 anos, que, vindos por trás, roubaram-lhe com violência um saco que trazia na mão, colocando-se depois em fuga para parte incerta.
Incapaz de manter o equilíbrio depois do violento empurrão, o idoso caiu, batendo com a cara nas pedras da calçada.
Testemunha deste facto, José Luís Portugal contou ao CM a forma como, quase de imediato, se apercebeu da gravidade dos ferimentos infligidos à vítima. “Só o vi, ao longe, quando ele já estava caído no passeio e ele tinha a cara toda ensanguentada”, recordou o proprietário de um quiosque de jornais.
Apesar da assistência de técnicos do INEM, a vítima acabou por falecer, sendo transportada, mais de duas horas depois, para o Instituto de Medicina Legal de Lisboa.
Ver comentários