Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
3

Roubo em banda

Quando os membros da banda de punk-rock Second Chance constataram que, na madrugada de quinta-feira da semana passada, alguém havia assaltado a garagem onde o conjunto ensaia, na Torre da Marinha, Seixal, denunciaram o caso à PSP. Os investigadores lembraram-se de ir à internet procurar os instrumentos roubados. O material foi encontrado num site de leilões e, sorrateiramente, os polícias marcaram encontro com quem queria vender o material.
20 de Fevereiro de 2010 às 00:30
Baixista dos Second Chance foi constituido arguido por furto aos colegas
Baixista dos Second Chance foi constituido arguido por furto aos colegas FOTO: Miguel Veterano Júnior

Na terça-feira de Carnaval, ao insuspeito encontro realizado no Feijó, Almada, apareceram dois homens. Quando os ‘interessados’ nos instrumentos se identificaram como elementos da Esquadra de Investigação Criminal da PSP do Seixal, os vendedores confirmaram a autoria do furto, adiantando que o mesmo lhes tinha sido encomendado por um elemento da própria banda.

"Eles disseram que o baixista lhes tinha encomendado o furto, porque dizia que tinha pago todos os instrumentos e material de som e que nós estávamos em dívida com ele", disse ao CM João Reis, membro da banda de punk-rock.

Assim, os dois vendedores dos instrumentos musicais terão contado com a colaboração do baixista dos Second Chance para arrombar a porta da garagem onde a banda costuma ensaiar, na Torre da Marinha, Seixal. Os instrumentos musicais e material de som, que ali se encontravam guardados, foram todos furtados.

Entre a passada terça-feira, dia em que conseguiu localizar e identificar os autores do furto, e anteontem, a PSP recuperou todo o material furtado, avaliado em cerca de 4500 euros.

O baixista da banda e os dois autores do furto foram constituídos arguidos. O processo, que corre no Tribunal do Seixal, baixou a inquérito. Os três arguidos aguardam julgamento em liberdade.

PORMENORES

INSTRUMENTOS

Na terça-feira de Carnaval, a PSP do Seixal apreendeu parte do material furtado à banda Second Chance, prestes a ser vendido na internet. Anteontem, os outros instrumentos e material foram descobertos na Charneca de Caparica.

EXPULSÃO

O baixista dos Second Chance – alegado mentor do furto dos instrumentos musicais e do material de som na garagem onde a banda costumava ensaiar – deverá ser expulso do grupo. "Será uma coisa ainda a discutir, mas já não confiamos nele", disse João Reis, da banda.

GARAGEM

O assalto à garagem – onde a banda costumava ensaiar – fez os restantes membros da banda ponderar sobre a procura de novas instalações para os Second Chance. "Falta-nos confiança para regressar àquele local", concluiu João Reis. 

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)