Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
7

Roubo em igreja

Um cofre em ferro com 500 quilos de peso, onde estava guardado perto de um quilo de ouro, 200 euros e documentos diversos, foi furtado do interior da capela da Torre, no concelho da Batalha. Os assaltantes, que também arrancaram da parede e furtaram a caixa de esmolas, actuaram durante a noite.
9 de Fevereiro de 2008 às 00:30
O assalto está a ser investigado pela GNR e as primeiras informações indicam que os assaltantes entraram na capela por uma das estreitas janelas laterais do templo – com 30 centímetros de largura –, depois de partirem os vidros.
O ouro estava guardado no cofre, dentro da sala de reuniões da Confraria, e era usado para enfeitar a padroeira, Santa Iria, durante as festas de Verão. “Eram brincos, cordões, anéis, que as pessoas foram oferecendo ao longo dos anos, por vezes em pagamento de promessas e por isso tinha um valor sentimental muito importante”, disse ontem José Repolho, funcionário público reformado, que vive próximo da capela. Na próxima procissão, “a Santa vai mais pobre”, lamenta José Repolho, que tem “pouca esperança” em recuperar o ouro furtado.
A porta da capela é aberta todas as manhãs por Maria Vitória, que ao final do dia também tem a responsabilidade de a fechar. “Quando cá cheguei no último sábado de manhã e dei com isto [o assalto] fiquei sem fala”, conta Maria Vitória, adiantando que parte do ouro estava na capela “há mais de 200 anos. Ficámos sem nada”. Na mesma noite, foi ainda assaltado o Centro Recreativo da Torre e a Associação Cultural e Recreativa da Alcaidaria.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)