Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
4

ROUBOS DE LOURES VENDIDOS EM ÁFRICA

A detenção de um cadastrado evadido há três anos do EPL de Sintra, quando, sem carta, conduzia uma viatura, no centro de Sacavém, na quinta-feira à tarde, foi o passo decisivo que a GNR deu no desmantelamento de um esquema de venda nos PALOP de material roubado em Loures.
15 de Maio de 2004 às 00:00
 A GNR apreendeu centenas de artigos que seguiriam para África
A GNR apreendeu centenas de artigos que seguiriam para África FOTO: Jorge Godinho
Ontem à tarde, 106 militares daquela força de segurança procederam a quatro buscas domiciliárias, uma num acampamento de indivíduos de etnia cigana em S. João da Talha e as outras em duas casas particulares e um bar na Quinta do Mocho, Sacavém, onde foram apreendidas centenas de peças furtadas desde o final de Fevereiro de várias residências em S. João da Talha, Bobadela e Santa Iria de Azóia.
"O estudo do 'modus operandis' dos assaltos levou-nos a um suspeito, de 29 anos e desde a última segunda-feira que lhe fizemos uma apertada vigilância, o que nos permitiu verificar os lugares que frequentava e onde vendia os artigos roubados, sobretudo televisões, máquinas digitais ou leitores de DVD", contou ao CM o capitão Dias do Destacamento da GNR de Loures, que comandou a investigação.
Entretanto, a GNR veio a apurar que o principal suspeito, de etnia cigana, está evadido desde 2001 da cadeia de Sintra, onde apenas cumpriu o primeiro ano de uma pena de cinco, por assalto à mão armada, roubo com arma branca, posse ilegal de arma de fogo e tráfico de droga.
"O indivíduo, com uma identidade falsa logrou obter os documentos verdadeiros, como o bilhete de identidade ou o cartão de saúde, entre outros", frisou o capitão Dias.
O produto dos roubos, depois de adquirido por algumas pessoas na Quinta do Mocho, uma das quais também ficou detida e as restantes foram constituídas arguidas, era revendido nas antigas colónias portuguesas. Ontem, ao final da tarde, o principal suspeito continuava a ser ouvido em primeiro interrogatório no Tribunal de Loures.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)