Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal

Roubou 23 mil euros das caixas de esmolas

Um homem de nacionalidade italiana foi detido em flagrante, quando assaltava as caixas de esmolas do Santuário de S. Torcato, em Guimarães. Recorrendo a um método inovador, o suspeito terá levado mais de 23 mil euros em notas e moedas, segundo contas da Irmandade local.
17 de Fevereiro de 2006 às 00:00
Santuário de S. Torcato terá ficado sem 23 mil euros em esmolas
Santuário de S. Torcato terá ficado sem 23 mil euros em esmolas FOTO: Secundino Cunha
O método de assalto revela uma verdadeira paciência de chinês. Conforme descreveu ao CM o comandante do Destacamento da GNR de Guimarães, tenente Amado, o suspeito nunca provocou qualquer dano nas caixas de esmola. Usava uma fita métrica metálica, com fita-cola dupla muito forte na ponta e que metia pelo orifício da caixa. Depois, tirava notas e moedas que viessem coladas na fita.
As primeiras queixas da Irmandade de S. Torcato datam do Verão do ano passado, face à redução que se vinha sentindo nas esmolas e depois de terem sido encontrados nas caixas pequenos pedaços de fita-cola e vestígios de cola nos orifícios. No final do ano, foram contabilizados menos 23 mil euros em esmolas, relativamente ao ano anterior.
O suspeito – de 55 anos e residente em Arcozelo, Vila Nova de Gaia – foi detido ao início da noite de anteontem pela GNR de S. Torcato, que apreendeu cerca de 200 euros em notas e moedas, três fitas métricas, rolos de fita-cola e tubos de cola forte, lanterna de caneta e uma arma branca, a par do Renault 19.
O homem – que está ainda a ser investigado pela GNR por potencial ligação a furtos noutros espaços religiosos, nomeadamente em S. Bento da Porta Aberta, no Gerês – estava ainda na posse de cartão de contribuinte português e dois cartões de casino.
Ver comentários