Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal

“Saltou o balcão e apontou arma”

Durou entre dois a três minutos o assalto à pastelaria Flor de Loulé, na rua Ramalho Ortigão, no centro da cidade. Dois homens encapuzados, armados com pistolas, ameaçaram clientes e funcionárias e fugiram com cerca de mil euros, o dinheiro em caixa das receitas do dia.
17 de Fevereiro de 2012 às 01:00
“Saltou o balcão e apontou arma”
“Saltou o balcão e apontou arma” FOTO: Nuno Jesus

"Foi tudo muito rápido, mas apanhei um grande susto", contou ao CM Maria Duarte, uma das três funcionárias que, na segunda-feira, cerca das 23h30, ainda estava ao serviço. "Estava a contar e a guardar num envelope o dinheiro das duas caixas quando vi um indivíduo, encapuzado, a saltar o balcão e a apontar-me uma pistola", conta Maria Duarte, que nem teve tempo para reagir. "Só dizia dinheiro, dinheiro. Dei-lhe logo tudo o que tinha, que era cerca de mil euros", recordou ao CM a funcionária.

O segundo assaltante, também armado e encapuzado, ameaçou duas jovens clientes, que ficaram assustadas. Depois de retirarem o dinheiro da caixa registadora, os dois assaltantes fugiram a pé, desaparecendo rapidamente nas ruas do centro da cidade. A GNR de Loulé tomou conta da ocorrência. A Polícia Judiciária investiga.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)