Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal

SALVA POR IMIGRANTE

Uma mulher da Marinha Grande foi salva por um operário brasileiro que chegou a tempo de desarmar o marido e evitar que ele continuasse a esfaqueá-la.
12 de Julho de 2002 às 00:19
O agressor desferiu vários golpes na vítima e só parou quando o imigrante o desarmou à paulada.

Atingida na cabeça, costas, tórax e numa das mãos, Maria Edite Correia, de 45 anos, sofreu uma perfuração num dos pulmões, mas está livre de perigo no Hospital de Santo André, em Leiria. O marido, Júlio Morais Correia, de 47 anos, encontra-se internado na mesma unidade hospitalar, com ferimentos ligeiros "no ombro esquerdo" e está a ser vigiado pelas autoridades policiais.

A agressão ocorreu na quarta-feira, pelas 16h30, junto à habitação do casal, em Fonte Santa, e deixou a população em estado de choque. Segundo Lina Maria, uma das testemunhas, Júlio Correia terá disparado um tiro com uma pistola de alarme, antes de começar a esfaquear a mulher, de forma tresloucada.

"Quando cheguei ao pé deles já ela estava cheia de sangue, a pedir socorro e ele às facadas", recorda emocionada a moradora, que tentou prestar auxílio à vítima mas viu-se obrigada a recuar depois do agressor a ameaçar.

Entretanto, os gritos das duas mulheres foram ouvidos por um imigrante brasileiro, que se encontrava nas proximidades a pavimentar uma rua com dois companheiros. Sem hesitar, Augusto Rodrigues dirigiu-se ao agressor e conseguiu desarmá-lo, evitando uma tragédia maior.

"Ele estava descontrolado", recorda o imigrante, que teve de recorrer a uma viga de madeira para travar os ímpetos agressivos de Júlio Correia. "Primeiro dei-lhe uma pancada no ombro, depois dei outra no pulso e ele soltou a faca, que tinha uma lâmina com mais de 20 centímetros", explica Augusto Rodrigues, sublinhando que Edite Correia "teve a vida por um fio". O casal é proprietário de um café na Amieirinha, suspeitando-se que a atitude de Júlio Correia possa estar relacionado com o facto deste ter abandonado a medicação a que estava sujeito por doença do foro psicológico, disse a filha, Sónia Monteiro.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)