Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
4

SALVA-VIDAS NA LISTA

Os nomes e contactos dos mais de cinco mil nadadores-salvadores certificados pelo Instituto de Socorros a Náufragos (ISN) nos últimos três anos vão estar incluídos em listas distribuídas pelas várias capitanias do país. O objectivo é facilitar aos concessionários o acesso aos salva-vidas, cuja presença é obrigatória nas zonas de praia vigiadas durante os quatro meses da época balnear, que hoje começa.
1 de Junho de 2004 às 00:00
“A fiscalização não compete ao ISN, mas foi fornecida uma lista, a ser distribuída pelas capitanias, com os dados de todos os nadadores-salvadores com licença válida, cerca de 5200”, adiantou ao CM o comandante Oliveira Bernardo, do ISN.
A cerimónia oficial de abertura da época balnear – que dura até 30 de Setembro – decorre esta manhã, na Praia dos Pescadores, em Albufeira. Além da entrega de diplomas, vai ser também entregue ao ISN uma viatura SeaMaster de vigilância em zonas sem nadador-salvador.
O número de viaturas deste tipo, cedidas pela Mitsubishi, deverá ser inferior ao do ano passado. “Para 300 quilómetros de costa, as trinta carrinhas do ano passado já eram pouco”, admitiu o responsável do ISN.
Nas zonas vigiadas, além do reforço de bóias e outros meios de salvamento, bem como da renovação da sinalização, o ISN vai também ceder dez botes semi-rígidos para utilização por parte das capitanias.
Novidade, este ano, será uma campanha de sensibilização na televisão e nas estradas de acesso às praias. “Para quem nos visita, e há muita gente durante o Euro’2004, e para os portugueses”, explicou Bernardo Oliveira. “Na praia, não seja uma vítima. Ir e voltar depende de si”, é o slogan escolhido. No ano passado, trinta pessoas morreram, doze em praias vigiadas.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)