Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
4

SAMPAIO APELA A REFORÇO NA LUTA CONTRA A SIDA

Jorge Sampaio defendeu ser preciso um esforço global na prevenção da Sida, no discurso realizado, esta segunda-feira, em Nova Iorque, no decorrer da Assembleia-Geral das Nações Unidas dedicada à doença.
22 de Setembro de 2003 às 20:03
O presidente da República, segundo a rádio TSF, apelou para que a questão da ameaça da Sida (Síndroma da Imunodeficiência Adquirida) não fosse esquecida face à luta contra o terrorismo.
Sampaio relembrou que “um largo número de pessoas morrem todos os dias ou então ficam reduzidas à miséria e à dor devido à epidemia do vírus HIV (Vírus da Imunodeficiência Humana), afirmando ainda que este número tem vindo a aumentar rapidamente.
O chefe de Estado português afirmou que a Sida tem de ser vista “como um grande risco capaz de ameaçar a humanidade” apelando a medidas de solidariedade, pois se não houver um esforço no sentido da sua prevenção, “até 2010 mais de 45 milhões de pessoas estarão infectadas nos países menos desenvolvidos”.
Segundo um relatório apresentado por Kofi Annan, secretário-geral das ONU, a maioria dos países não cumpriu as metas que haviam proposto na reunião da Assembleia Geral das Nações Unidas sobre Sida, que decorreu em Junho de 2001. Os países tinham como objectivo tomar medidas para a prevenção e combate da Sida com o intuito de reduzir os casos de infecção até 2015.
Kofi Annan disse que o mundo avançou muito, mas não o suficiente.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)