Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
2

São Pedro ajuda às festas e às marchas antoninas

Véspera e dia de Santo António com bom tempo para procissão e as habituais fogueiras.
Manuel Jorge Bento 10 de Junho de 2018 às 09:19
Desfile das marchas antoninas são um dos pontos altos do programa das festas realizadas em honra de Santo António
Marchas animam Vila Nova de Famalicão
Marchas em Vila Nova de Famalicão
Desfile das marchas antoninas são um dos pontos altos do programa das festas realizadas em honra de Santo António
Marchas animam Vila Nova de Famalicão
Marchas em Vila Nova de Famalicão
Desfile das marchas antoninas são um dos pontos altos do programa das festas realizadas em honra de Santo António
Marchas animam Vila Nova de Famalicão
Marchas em Vila Nova de Famalicão
As nuvens e chuva dos últimos dias deverão dar tréguas às Antoninas de Vila Nova de Famalicão, a partir de terça-feira, dia em que as marchas dedicadas ao ‘pão de Santo António’ vão sair às ruas, a partir das 21h30, seguidas das tradicionais fogueiras, depois da meia-noite.

O bom tempo prolonga-se para o dia seguinte, feriado municipal, quando a procissão solene percorrerá várias artérias da cidade.

O programa das Antoninas já iniciou na sexta-feira, com as marchas infantis. Este sábado foram realizadas várias iniciativas desportivas um pouco por todo o concelho. Este domingo à noite há rusgas e arraial, no Parque da Juventude, e uma encenação da malhada de centeio, na praça D. Maria II.

O dia inicia com a missa, procissão e bênção dos animais, previstas para o Parque da Devesa e, à tarde, cinco grupos realizam a arruada de bombos, gigantones e cabeçudos, a partir das 15h00.

As festas terminam na quarta-feira, com a habitual sessão de fogo de artifício, que deverá iluminar o céu e ser apreciada até vários quilómetros de distância.

As Antoninas, em honra do santo casamenteiro, mobilizam todo o concelho e chamam à cidade milhares de turistas e foliões. Para Paulo Cunha, presidente da câmara municipal, as festas de junho "simbolizam a essência das gentes de Vila Nova de Famalicão e são um traço marcante da memória coletiva e um momento de valorização e afirmação da identidade desta comunidade, das tradições e da história".

Por isso, deixa o apelo, não só aos habitantes do concelho, como de todo o Norte: "Envolvam-se, divirtam-se e celebrem Vila Nova de Famalicão!".
Ver comentários