Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
8

Sapador florestal e outro suspeito detidos por atearem fogos em Albergaria

Incêndios tiveram início "através de chama direta", num contentor do lixo, num "cabanal" que continha fardos de palha.
Lusa 29 de Setembro de 2021 às 11:39
A carregar o vídeo ...
Sapador florestal e outro suspeito detidos por atearem fogos em Albergaria
A Polícia Judiciária (PJ) de Aveiro deteve dois homens, de 41 e 32 anos, um dos quais sapador florestal, suspeitos de terem ateado quatro incêndios em julho em Albergaria-a-Velha, informou esta quarta-feira aquele órgão de polícia criminal.

Em comunicado, a PJ refere que os suspeitos, que foram identificados e detidos na terça-feira, são os presumíveis autores de quatro crimes de incêndio e incêndio florestal, que ocorreram na madrugada de 26 de julho em diversas localidades do concelho de Albergaria-a-Velha.

De acordo com a investigação, os incêndios tiveram início "através de chama direta", num contentor do lixo, num "cabanal" que continha armazenados fardos de palha e em dois montes de sobrantes, que se encontravam no perímetro florestal.

"A atuação em apreço foi efetuada num quadro de forte alcoolismo e motivada por anteriores e fúteis desavenças de um dos detidos com os proprietários dos bens e terrenos atingidos", refere a mesma nota.

As chamas, segundo a PJ, atingiram uma viatura pesada que se encontrava junto do contentor incendiado, bem como uma galera localizada nas imediações de um dos montes de sobrantes.

PJ Albergaria Aveiro Polícia Judiciária Albergaria-a-Velha acidentes e desastres incêndios
Ver comentários