Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
3

Sargento dispara sobre ex-mulher

Fernando Gaspar, sargento do Exército na reforma, 68 anos, disparou a matar sobre a ex-companheira, seis anos mais velha, na aldeia da Lapa, no Cartaxo. O crime ocorreu anteontem à noite – e Luísa Mendão foi atingida no peito pelo tiro de pistola.

14 de Dezembro de 2011 às 01:00
Luísa Mendão (em cima), 74 anos, foi atingida com um tiro no peito à porta de casa. A filha  e o genro da mulher também foram ameaçados de morte por Fernando Gaspar
Luísa Mendão (em cima), 74 anos, foi atingida com um tiro no peito à porta de casa. A filha e o genro da mulher também foram ameaçados de morte por Fernando Gaspar FOTO: João Nuno Pepino

A ameaça estendia-se à filha da vítima e ao namorado desta, tendo a mulher de 74 anos, já ferida, saltado por uma janela de casa para escapar à morte.

A mulher tem o projéctil alojado na clavícula e, ontem à noite, estava internada no Hospital de Santa Maria, Lisboa. Quanto ao atirador, que cometeu o crime devido à disputa de uma casa que partilhara com a vítima, foi preso pela GNR e ontem, presente ao juiz para aplicação das medidas de coacção, ficou em prisão preventiva.

A casa onde a mulher reside tem sido motivo de zangas frequentes entre o casal, que acabou o relacionamento dias antes do Natal do ano passado. A residência é propriedade de Fernando Gaspar, que quer colocar a sua ex-companheira na rua.

Na segunda-feira, cerca das 20h00, o homem chegou armado ao pátio da casa, onde discutiu com Luísa Mendão e ameaçou matar a filha e o namorado desta, que também lá vivem. De repente, decidiu puxar de uma pistola e atirou sobre Luísa Mendão, que, mesmo ferida, conseguiu fechar-se à chave dentro de casa. Temendo que o homem pudesse ir atrás dela para a matar, a idosa saltou por uma janela que dá acesso à rua e pediu socorro à vizinha do lado.

Já pressionado pela presença de outros moradores, Fernando Gaspar abandonou o local e foi detido já mais tarde pela GNR do Cartaxo em Aveiras de Cima, na casa onde reside actualmente.

Ontem, o homem foi presente ao Tribunal de Santarém e, por ordem do juiz, recolheu à cadeia de Leiria, indiciado por um crime de homicídio tentado.

FORAM AMANTES MAIS DE 20 ANOS

Luísa Mendão vive na casa da discórdia há cerca de 22 anos, desde que assumiu uma relação extraconjugal com Fernando Gaspar, que também era casado. "Ela deixou o marido e os filhos por este homem, mas enfim, hoje tudo está perdoado", diz ao CM Ludovina Paulo, filha da vítima. O militar ficou viúvo há três anos e foi viver com Luísa. Há um ano, acabou a relação e mudou-se para Aveiras de Cima com outra mulher, que era amiga de ambos. Desde então, exige que Luísa saia da casa e entrou com uma acção de despejo no Tribunal do Cartaxo. "Primeiro, mandou uma carta para a minha mãe sair. No mês seguinte, mandou outra a exigir 600 euros de renda, mas a minha mãe não ia pagar nem sair. Foi uma criada dele a vida toda".

MENINA ASSISTIU AO CRIME E ESTÁ "TRAUMATIZADA"

A filha de uma vizinha de Luísa Mendão, de 10 anos, estava a brincar no quintal quando Fernando chegou, e acabou por assistir à discussão e ao disparo. "A menina está bastante traumatizada com aquilo que viu", diz Ludovina Paulo. "O melhor seria começar a receber acompanhamento psicológico". Além da menor, outra vizinha assistiu a tudo. "Ele ficou louco depois de disparar e virou a pistola para ele, a dizer que se matava", conta ao CM a testemunha, cujo genro chegou ao local e convenceu Fernando Gaspar a ir embora "antes de fazer mais estragos".

CARTAXO TIRO CRIME BALEADA
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)