Secretas admitem regresso de mulheres e filhos de jihadistas a Portugal

Estima-se que nos próximos meses cheguem a Portugal cerca de 20 familiares de jihadistas a viver em território controlado pelo Daesh.
15.04.18
Os serviços de informação portugueses acreditam que nos próximos meses cheguem a Portugal mais de 20 mulheres e filhos de jihadistas lusodescendentes que neste momento vivam em territórios dominados pelo Daesh, avança o Expresso.

A informação foi avançada por Adélio Neiva da Cruz, diretor do Serviço de Informações de Segurança, durante um seminário sobre vítimas de terrorismo na sede das secretas.

Em vez de serem detidas, estas mulheres e crianças deverão ser recebidas em Lisboa ou noutro ponto da Europa em que tenham origens sem qualquer hostilidade. De acordo com a publicação, estes recém-chegados terão ainda a possibilidade de pedir a nacionalidade portuguesa.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!