Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal

SEF desfaz rede de prostituição

Uma rede internacional suspeita de colocar jovens mulheres a prostituírem-se nas estradas do Algarve e de Aveiro foi ontem desfeita pelo Serviço de Estrangeiro e Fronteiras (SEF), com a detenção de, pelo menos, cinco homens de nacionalidade romena.
8 de Fevereiro de 2011 às 00:30
Jovens obrigadas a prostituírem-se nas estradas foram identificadas e vão ser ouvidas como testemunhas
Jovens obrigadas a prostituírem-se nas estradas foram identificadas e vão ser ouvidas como testemunhas FOTO: Miguel Veterano Júnior

O grupo, que já estava a ser investigado há vários meses, explorava jovens mulheres, oriundas da Roménia. A investigação do SEF culminou numa megaoperação desencadeada ontem nas duas regiões mas pode estender-se a outros países da Europa, onde as autoridades acreditam que a rede também fazia as mulheres trabalharem.

As vítimas, sabe o CM, têm idades a rondar os 20 anos e algumas têm pronúncia espanhola – o que revela que já passaram pelo país vizinho. O grupo chegou mesmo a explorar raparigas menores que se prostituíam nas bermas da EN125, tal como o CM já tinha noticiado, entre Albufeira e Boliqueime. As jovens eram colocadas na estrada todos os dias e cobravam um valor a rondar os 20 euros em troca de sexo.

As mulheres foram identificadas e vão ser ouvidas como testemunhas. Como não têm outro trabalho em Portugal devem regressar à Roménia.

Os detidos respondem pelo crime de lenocínio. O processo estava em curso no Ministério Público de Loulé e os cinco detidos serão ouvidos, hoje, no tribunal da cidade algarvia.

prostituição rede sef
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)