Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
1

SEF prendeu 21 falsários em 2021

Número representa mais que as 16 detenções registadas em 2020 pelo crime de uso de documento falso ou falsificado.
Miguel Curado 18 de Fevereiro de 2022 às 17:01
Inspetores têm vindo a assumir funções na agência europeia Frontex
Inspetores têm vindo a assumir funções na agência europeia Frontex FOTO: Sérgio Lemos

O Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) prendeu 21 pessoas pelo crime de uso de documento falso ou falsificado no ano passado, mais que as 16 detenções registadas em 2020.

Este é o dado mais importante retirado do balanço de detenções desta força de segurança relativo ao ano passado, que aponta uma descida no total. Se em 2020 foram intercetadas 140 pessoas, um ano depois os inspetores do SEF apanharam 134 suspeitos de crimes.

O aumento no número de falsários apanhados pode, refere fonte do SEF ao CM, estar ligado à continuação do reforço da vigilância fronteiriça devido à pandemia de Covid-19, nos aeroportos e terminais de cruzeiros sob fiscalização desta força de segurança.

Todas as restantes tipologias de crime apresentadas pelo SEF registaram uma queda, à exceção das detenções por tráfico de pessoas: registaram-se as mesmas três em 2021, que as praticadas em 2020.

O ano passado fechou ainda para o SEF com 71 detenções feitas pelos efetivos do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras pelo crime de permanência irregular, uma ligeira descida face às 73 registadas um ano antes.

Ver comentários