Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
2

SEF TEM FALTA DE MEIOS

Os inspectores do Serviço de Estrangeiros e Fronteira alegam não ter meios suficientes para desempenhar as missões de controlo, fiscalização, investigação e gestão de documentação que lhes estão confiadas.
5 de Julho de 2002 às 15:33
SEF TEM FALTA DE MEIOS
SEF TEM FALTA DE MEIOS
O alerta foi hoje lançado pelo Sindicato de Carreira de Investigação e Fiscalização (SCIF), mas o problema é antigo e já foi alvo de duas reuniões com o ministro da Administração Interna, Figueiredo Lopes, que tem a tutela do SEF. O ministro pede tempo, alegando ter herdado o problema, mas garante que o vai resolver.

O SCIF propõe que seja aumentado o actual quadro de 550 inspectores do SEF, que têm de controlar fronteiras, fiscalizar estrangeiros, desenvolver investigação criminal e gerir registo e renovação de documentos. Gonçalo Rodrigues, presidente do SCIF, disse que é vulgar os inspectores trabalharem 24 horas seguidas, sem receber horas extraordinárias, por isso sugere, como solução parcial e imediata, que essas horas comecem a ser pagas e que seja aumentado o número de inspectores.

O sindicalista alega que os governos só se têm preocupado em ter a melhor lei de imigração, sem olhar aos recursos para garantir a sua devida aplicação. “É impossível aumentar a capacidade de actuação do SEF sem melhorar os meios humanos e materiais”, conclui. Calcula-se que em Portugal existam entre 30 a 40 mil imigrantes ilegais.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)