Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
8

Seis detidos na feira mensal

Seis pessoas detidas pelo crime de usurpação de direito de autor, 282 operadores fiscalizados e 120 mil euros de material apreendido. Foi este o resultado da operação da Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE), que ontem passou a pente fino a feira mensal de Portalegre.
19 de Março de 2007 às 00:00
Inspectores esvaziaram bancas de artigos ilegais
Inspectores esvaziaram bancas de artigos ilegais FOTO: Pedro Galego
Um efectivo de 44 inspectores, apoiados pelo corpo de intervenção da PSP, retirou cerca de cinco mil artigos das bancas. Mil peças de roupa contrafeita, 2500 DVD e CD piratas, 600 perfumes, 220 sapatos, 62 relógios e 121 jogos electrónicos foram alguns dos artigos apreendidos nesta inspecção.
A operação contou com o desagrado dos vendedores, que acusam as autoridades de lhes “estragar o negócio”.
“Não roubámos nada, só vendemos isto para dar de comer às crianças”, disse ao CM um vendedor fiscalizado, que preferiu o anonimato.
A MAIOR NO ALENTEJO
Para Cândida Vacas de Carvalho, directora regional da ASAE no Alentejo, esta fiscalização na feira mensal de Portalegre foi “um sucesso, pela quantidade de material apreendido”. Esta terá sido mesmo “a maior apreensão de material contrafeito e de detecção de usurpação de direitos de autor em todo o Alentejo e uma das maiores a nível nacional em detenções em flagrante delito”, acrescentou fonte da ASAE.
Os seis detidos serão hoje presentes ao Tribunal de Portalegre. Foram constituídos arguidos pelo crime de usurpação de direitos de autor. A moldura penal para este crime e para o de contrafacção é idêntica: três anos de prisão.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)